Design by lichtenart.com
Sobre Cicloturismo PDF Imprimir E-mail

INTRODUÇÃO

Apesar de ter iniciado minhas cicloviagens a quase dez anos, somente agora decidi publicar algo relacionado. Nunca me preocupei em aparecer, jamais tive intenção de contar vantagens disso. Na visão de muitos, venho realizando grandes feitos, mas sempre simples e humildes. Em todas minhas partidas, saí somente com a finalidade turística. Na qual desejo conhecer lugares, pessoas e paisagens. Da mesma maneira que faz um turista convencional, porém com um veículo de propulção humana. Na bagagem uma mensagem de paz, mostrando a nossa sociedade imbecilizada e igual, onde o dinheiro e o motorizado significam status, como é possível viajar de uma forma ecologicamente correta, humilde, honesta e respeitosa diante da natureza.

O QUE É?

Cicloturismo nao é uma competição, mas sim uma atividade voltada ão lazer. Nada mais é que, a junção de duas atividades: o Ciclismo e o Turismo, resultantes de uma grande satisfação, ou seja, o prazer de pedalar junto com o prazer de conhecer. É a prática de realizar viagens utilizando como meio de transporte uma bicicleta. É uma maneira muito saudável, econômica e ecológica de se fazer turismo. Esta modalidade esportiva é comum na Europa, onde existe uma rede de Ciclovias de longa distância cruzando todo o continente Europeu, a EUROVELO. Seu comprimento total ultrapassa os 60.000 km, e em outros países desenvolvidos como Estados Unidos, Japão, Canadá... também possui um número elevado de adeptos, por questões de segurança (estradas exclusivas para essa atividade) e mesmo cultural.
No Brasil a realidade é bem outra, mesmo assim é possível encontrar pessoas que já praticam há mais de 20 anos, mas, apesar de tudo, ainda é encarada como uma atividade incomum. Há quem nos chame de loucos e pensam que uma viagem de bicicleta é coisa maluca, dado o esforço, dificuldade a periculosidade, pra mim é ``liberdade plena´´. Se tornou uma atividade pouco exigente, porém requer uma preparação psicológica, física e financeira adequada à cada viagem desejada.

PRIMEIRO CONTATO

Muitos cicloturistas promovem eventos, palestras, divulgam suas aventuras em meios de comunicações, rádio, tv e atualmente existem inúmeros sites dedicados a modalidade que a cada dia recebe mais adeptos no mundo todo. Mas foi através da leitura que fui apresentado ão cicloturismo, meu grande motivador foi um carinha chamado ANTONIO OLINTO, com seu magnífico livro NO GUIDON DA LIBERDADE, com o qual tive um diálogo incessante: ele falava e minha alma respondia. OLINTO um jovem advogado, que decidiu largar tudo e realizar seu grande sonho: fazer uma longa viagem de bike pela Europa. Mas seu sonho acabou levando-o muito mais longe, depois de tres anos e meio de estrada Olinto havia feito uma volta ão nundo de bicicleta. Descubra você também o fascínio que é o cicloturismo, como ele mesmo relata em uma aventura de noites estreladas, encontros surpreendentes, o contato direto com muitos povos e culturas, e da maior experiência de todas: a fé a coragem e a confiança.

PERFIL DO CICLOTURISTA

Vejo os cicloturistas com um perfil ou com comportamento muito semelhante com do outro, pelo fato de não medirem esforços para atingirem suas metas pessoais, pedalando atrás de seus objetivos desafiando suas capacidades físicas e mentais, muitas vezes chegando próximo de seus limites, lógico que de forma consciente, porque todo o excesso deixa de ser saudável e pode se tornar prejudiacial, cicloviajantes não são ´´superman ou supergirls``. Só gostam de viver em liberdade, entrar em contato com a natureza de uma forma mais íntima.

EQUIPAMENTO

É possível viajar com equipamento muito barato, sempre viajei assim. Esta viagem por se tratar maior e mais complexa, me exigiu adquirir um equipamento mais detalhado, técnico. Nunca pedalei tão bem materialmente como vou pedalar na próxima aventura, por este motivo nunca me senti lisonjeado pelo que já tenho pedalado, mas sim nas condições em que pedalei.

Bike: Caloi elite 2.7 substituido os pedais por clip e as rodas por *cubos (Shimano XT) *aros (Mavic 719) *raios (Dt Swiss Champion).

Bagageiros: *traseiro tubular aluminiun (Wencon) *dianteiro aluminiun tubular (fabricação própria).

Alforges: (Presente dos amigos ÉDSON e JANINA) Conjunto da marca (ortlieb) *Traseiros Classic 40 litros *dianteiros Classic 25 litros *Guidon classic 5 litros, mais uma mochila estanque 33 litros (montana).

Camping: *Barraca (Treking 2 Lafuma) *Colchonete (Wrap auto inflável Azteq) * Saco de dormir (Antartik Nautica) *fogareiro (portátil Doite) e (Apex II Coleman) itens básicos de cozinha, lanterna, purificador microbiológico de água portátil (LifeStraw).

Vestuário casual: *4 camisetas meia manga, *3 manga longa, *2 bermudas, *1 calça bermuda, *1 casaco de lã, *4 cuecas, *2 pares de meia, *1 tenis, *1 chinelo

vestuário para pedalar: *3 bermudas de lycra tipo bretelhe, *5 camisetas de ciclismo, *1 colete corta vento, *4 pares de meia, *1 sapatilha, *1 capacete, *1 boné, *1 luva, *1 óculos com 4 pares de lentes,

Vestuário técnico: *1 camiseta therma pro(Trilas e Rumos) *1 Fleece(Columbia) *1 Anorak(The Norte Face) e 1 (Trilhas e Rumos)
*1 par de luvas e meias impermeáveis(Seal Skins) *1 bota impermeável(Nomade) *1 balaclava polartec(Solo) *

+ Kit: *primeiros socorros *higiene pessoal *reposição e manutençao da bike *eletronicos

Links interessantes relacionados ão cicloturismo e ciclismo:

http://bicicletada.org/Home+page

http://www.clubedecicloturismo.com.br/

http://www.infobiker.com.ar/

http://www.girobike.com.br/

http://www.cab.com.br/